Ocorreu um erro neste gadget

domingo, 20 de maio de 2012

Oficinas de Oração e Vida

Frei Ignácio Larrañaga, sacerdote franciscano capuchinho, originário da Espanha, tem desenvolvido uma ampla ação animadora e evangelizadora durante 30 anos na América Latina, América do Norte e Europa. É fundador dos Encontros de Experiência de Deus, que inciaram no Brasil em 1974, e das Oficinas de Oração e Vida que datam de 1984.

O SILÊNCIO...

Oficinas de Oração e Vida

Este serviço das Oficinas de Oração e Vida reconhecido e aprovado pela Santa Sé em 1997 e confirmado, segundo Decreto de Aprovação dado pelo Conselho Pontifício para os leigos em 4 de outrubro de 2002, constitui o auge e o coroamento de toda a atividade Apostólica de Frei Ignácio Larrañaga, por sua força expansiva, por seus frutos e pelo alto apreço em ...direção aos mesmos, manifestado pela Santa Sé e pelos Bispos. Com um grande número de Guias atuando no mundo inteiro através dos TOV(Talleres de Oracion e Vida), estão ensinando às pesoas a orar, de uma maneira experimental e progressiva, introduzindo-as na oração litúrgica e na vida sacramental. A missão do Guia é a de implantar o Deus vivo nos corações, e ao mesmo tempo abrir um manancial de paz, de fortaleza e de alegria nestes mesmos corações. Por um lado, é uma trarefa eminentemente evangelizadora e, por outro, é uma tarefa eminentemene humanitária.

Frases de PE. FÀBIO DE MELLO

sábado, 19 de maio de 2012



SENHORA DO SILÊNCIO - IV parte
Envolve-nos em teu manto de silêncio e comunica-nos a fortaleza de tua fé, a altura de tua Esperança e a profundidade de teu Amor. Fica com os que ficam e vem com os que partem. Ó mãe Admirável do Silêncio! ("O Silêncio de Maria! - Frei Ignácio Larrañaga - Ed. Paulinas).

sexta-feira, 4 de maio de 2012

MONTE CASTELO LEGIÃO URBANA

1 Coríntios
13:1 AINDA que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos, e não tivesse amor, seria como o metal que soa ou como o sino que tine.
13:2 E ainda que tivesse o dom de profecia, e conhecesse todos os mistérios e toda a ciência, e ainda que tivesse toda a fé, de maneira tal que transportasse os montes, e não tivesse amor, nada seria.
13:3 E ainda que distribuísse toda a minha fortuna para sustento dos pobres, e ainda que entregasse o meu corpo para ser queimado, e não tivesse amor, nada disso me aproveitaria.
13:4 O amor é sofredor, é benigno; o amor não é invejoso; o amor não trata com leviandade, não se ensoberbece.
13:5 Não se porta com indecência, não busca os seus interesses, não se irrita, não suspeita mal;
13:6 Não folga com a injustiça, mas folga com a verdade;
13:7 Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.
13:8 O amor nunca falha; mas havendo profecias, serão aniquiladas; havendo línguas, cessarão; havendo ciência, desaparecerá;
13:9 Porque, em parte, conhecemos, e em parte profetizamos;
13:10 Mas, quando vier o que é perfeito, então o que o é em parte será aniquilado.
13:11 Quando eu era menino, falava como menino, sentia como menino, discorria como menino, mas, logo que cheguei a ser homem, acabei com as coisas de menino.
13:12 Porque agora vemos por espelho em enigma, mas então veremos face a face; agora conheço em parte, mas então conhecerei como também sou conhecido.
13:13 Agora, pois, permanecem a fé, a esperança e o amor, estes três, mas o maior destes é o amor..